8 de jun de 2010

Qualquer Lugar Menos Em Casa


Você não quis estar comigo esta noite, não vou lhe obrigar. Há tempo que eu quis estar livre Ir para algum lugar longe, em qualquer lugar menos em casa. Não posso fingir que naquela noite você me pertenceu. Vou embora esta noite, quero que todos saibam. Vou largar tudo o que tenho, inclusive à vida que tive ao seu lado. E não vou olhar para trás, porque se eu olhar vou querer voltar. Ninguém precisa saber o que me aconteceu O inverno parece mais alegre agora que estou longe de ti Com o vento mais cintilante cortando meu rosto Sempre quis ficar num lugar somente o vento e eu (me cortando) Posso dizer que eu fingi Que naquela noite eu não te quis Eu olho o reflexo da água e vejo seu rosto Escuto no vento você me chamar, eu tento me esconder, mas não estou louco, nem pirado? Sei que agora tento me esconder de todos inclusive de ti, Mas tento, tento fazer tudo não dar errado. (agora eu sei que eu sempre te quis) (sei) que vou embora esta noite, quero que todos saibam. Que vou fugir feito um prisioneiro Ninguém vai saber o que fiz Porque eu te quis, mas não podia... Eu sempre te quis, mas era melhor não ter. Por isso eu vou estar em qualquer lugar menos em casa

Nenhum comentário:

Postar um comentário