14 de jun de 2010

Tempo e Paciência... Não combinam comigo.


12/06/2010

Estou ouvindo o telefone mudo e isso ta me deixando louco. Tento te ligar, mas não da certo. Queria apenas ouvir você falar "me perdoe", mas eu não consigo ser uma pessoa comum. Quero dizer, sempre a um problema relacionado a pessoas que eu começo a gostar. Não quero parecer ser injusto contigo porque neste momento eu estou sendo injusto comigo. Não é por você e sim por mim. Não quero ser arrogante, mas tenta me entender não posso continuar com uma coisa que nem começamos. E outra não terá futuro. Não podemos alimentar uma mentira no meio de uma realidade porque estaremos sendo hipócritas conosco mesmo. Quero que fique bem claro que tudo que conquistamos ate agora foi épico, mas não podemos nos enganar nós temos que ser realistas e aprender que não podemos continuar com isso. Não nos conhecemos ainda, e não iremos conseguir nos conhecer porque nós não fomos feitos um para o outro.
13 e 14/06/2010
É apenas a realidade, nua e crua. É dolorosa mas temos que aceitar mesmo assim, temos que encará-la assim como nos vemos no espelho logo pela manha, com a cara toda amassada e o cabelo todo despenteado.
Não quero ser injusto contigo, mas estou tentando ser eu mesmo. Só apenas quero poder aprender a superar isso, não sei se estou pronto para lhe desculpar não sei se chegou a hora. Quero dizer, de nos conhecermos e nos olharmos cara a cara e aprender a alimentar essa mentira que nós estávamos criando desde sempre.
Não quero lhe deixar confuso, não quero plantar nenhuma semente em você, mas quero apenas caminhar. Caminhar por uma estrada infinita e isolada, só assim poderei compartilhar com essa dor que esta a cada momento crescendo dentro de mim. Não gosto de fazer ninguém infeliz, não é da minha parte fazer isso, mas eu terei que aprender a lição antes de conversar contigo. Terei que conversar comigo mesmo.
Eu sinto como se o meu mundo estivesse infectado por uma ausência estúpida. Eu sei que falei coisas que não tem sentindo, mas me sinto muito bem falando coisas s
em sentido, porque esse é meu jeito de ser. Embora isso fosse um refugio da minha solidão eu não sentiria falta dela.
Pois a cada momento que eu caminho eu estou assim, sozinho. Esperando, ainda não sei o que.
Mas sei que o que eu espero terá um tempo. E sei que esse tempo ainda não chegou.

Paciência não tenho, mas tenho que aprender a conviver com ela.

11 de jun de 2010

Seu Ultimo Suspiro


Quero arrancar destroçar sua vida por roubar meu silencio.
Não quero mais ser um paranóico, estar aqui só [pois só
eu sei que não estou].
Ha ha ha, é engraçado dizer que estou sozinho porque existem
pessoas ao meu redor,
Mas, não são exatamente pessoas... Estou com minha sombra, ela tem-me
mostrado uma boa companheira... hehehehe.
Estou aqui querendo sua vida quero roubar sua alma, pois a minha foi roubada por um
ladrão que deve ser punido.
Ira me pagar caro por isso, agora estou eu aqui um 'fantasma da opera'. Não, não é loucura.
É apenas meu delírio, um devaneio pela minha libertação.
Ainda estou esperando pelo meu chamado enquanto não chega,
tenho umas coisinhas para cumprir.
HA!HA!HA!HA!

‘Eu não agüento mais, pensei que fôssemos mais fortes.
Tudo o que fazemos é nos prolongar. Escorregando por entre os dedos,
Eu não quero tentar novamente em lhe dizer adeus a tudo que nos restou
E achar um jeito de te dizer que eu odeio esta parte.
Não consigo agüentar suas lágrimas, eu realmente odeio esta parte que me restou’.
Sei que você me pedirá para agüentar e continuar como se nada estivesse errado, não estarei sento justo contigo. Mas, não há mais tempo para tantas mentiras, sua hora se esgotou. Serei obrigado a cortar essa corda que esta rompendo nossas vidas, não tem outra escolha. Ou é minha vida ou sua, eu escolhi a minha. Desculpe-me pela escolha que eu cometi, mas eu já estava ficando louco. Minha vida não se baseia nisso, eu tenho que tentar viver lá fora sozinho, sem você. Mas os dias passam e eu aprendi a viver com você, meu silencio se baseia na sua ausência. Não sei viver sem aquilo que roubou tudo de mim. Não posso continuar a respirar esse ar, você não esta aqui pra eu respirar.
Eu realmente odeio, odeio essa e toda a parte que se camufla no escuro. Tive que tomar uma decisão e ela já esta tomada, não posso voltar a trás terei que acabar com tudo isso e será agora. Não arrependerei de nada, porque eu tive uma escolha e ela foi aceita. Então, que seja eterno enquanto dure seu ultimo suspiro. HA!HA!HA!HA!
Balelas, e mais balelas sobre tudo o que você esta dizendo agora, acha que e eu vou voltar atrás?
Acha que eu vou me arrepender, não querida minha escolha esta aceita e ponto final, que se acabe tudo que construímos.

10 de jun de 2010

Abismo



Eu cheguei ate o abismo
Mas eu tive que lutar com o próprio sussurro
Eu cheguei ate o abismo
Mas as florestas lutaram contra mim me empurrando pro abismo
Agora eu flui, me libertei do que me atrapalhava
Deixando meu nome pra traz e revelando o novo

Eu cheguei ate o abismo
Aumentando todo meu refugio
E me libertando, tirando todas as magoas que eu sentia
E colocando tudo que eu não quis
Se livrar, entrando no passado eu verei seu rosto

A mentira que flui e a palidez de seu rosto me deixa mais claro
De que tudo mudou colocando magoas
A grandeza que inspira a inveja,
A inveja que engendra o despeito,
E o despeito que produz a mentira...
A mentira esta atrás da verdade que você inventava

O tempo todo me colocando dentro de um buraco
O tempo todo você me deixava inferior
Menosprezado com suas habilidades de despresar-me
Foi por isso que eu cheguei ate o abismo

4 de julho


Temporal num dia escuro faíscas limpas amenizam
o frio no caminho molhado.
Quando o batizado já era exposto no sol congelado.
Soprando minha vida como fogo, tentando apagar minha alma com seu suspiro.
Eu pensei que fosse apenas um e foi só uma mentira
Por que eu escutei nos ventos e via no céu
Pensei que fosse o fim achei que fosse o fim de 4 de julho
Pálido na cintilante luz,
as luzes assustadoras quebraram e desapareceram
e conduziram chamuscado para cá,
e em todos os lugares ninguém cuida.
O fogo é espalhado e ninguém quer falar sobre isso.
Debaixo do buraco Jesus tenta quebrar um sorriso
abaixo de outra pá de opressões.
Expressado em minha palidez, me deixei esvazio por tempo.
Perdido nas horas tentei lhe dizer
Pensei que fosse o fim dos tempos
e pensei que fosse o fim de 4 de julho, um dia comum pra muitos,
Uma data qualquer pra poucos. Uma mera data pra todos.
Agora eu estou sob controle estou caindo fora
uma vez adormecido, mas agora eu fiquei de pé
e até relembro de sua personalidade meiga
acenda uma vela romana e mantenha-o em sua mão
Para ver se ela derreta, se derreter e sua mão queimar
quer dizer que eu não estou em você,
mas se ela não queimar quer dizer que meu fogo esta preso em você.
Você roubou minha alma, meu fogo, minha liberdade. Você roubou meu 4 de Julho.

9 de jun de 2010

Te Quero




Quero te conhecer, mas tem algo nos impedindo.
Quero te tocar, mas meus braços estão impossibilitados de agir.
Quero você mais do que nada, mas onde você esta. Não sei onde você esta?
Quero agir antes do tempo, mas não sou mais rápido que ele.

O tempo passa, minha ansiedade aumenta.
As horas correm, e eu continuo aqui onde sempre estive lento e desolado.
Tudo o que quero é ver meu sol brilhar dentro de uma caixa onde posso carregá-lo
Assim meu brilho do sol estará seguro.

Quero solta-la, mas algo me impede;
Quero vê-la, mas eu sei que se abrir ela ira fugir e nunca vou revê-la,
Quero você mais do que nada, mas entenda não posso te soltar
Quero agir antes do tempo, antes de sua tragédia cair à tona!
Quero me salvar daquilo que me torna agressivo
Quero saboreá-la e senti-la nos meus dentes.
Quero você, mas sei que não posso ter.
Quero enlouquecer, mas sei que não me ajudara a trazê-la de volta.

É impossível dizer que tudo se foi, porque sempre fica uma coisa nos perturbando a todo o instante.
É ridículo dizer que não te quero, se nesse momento o que mais quero, é gritar o mais alto para todos ouvirem seu nome.
Mas, não estou louco, nunca estive. Não estou louco por uma pessoa. Não posso estar.
Quero dizer, não é só porque eu gosto de ficar vagando por ai como uma alma penada que eu sou louco, isso não justifica nada. Se justificar não sei. Tento aprender o que a vida tem a me dar e o que ela tem a me mostrar, mas não aprendo e nem a vejo. Só vejo a quilo que quero. E o que eu mais quero? Não sei se posso ter neste instante.

Quero sentir minha raiva submergir dentro de mim
Quero sentir raiva quando a vejo
Quero odiá-la assim como me odeia
Quero apenas dizer bem alto que eu não te quero

8 de jun de 2010

Serva do Masoquismo


Você se faz de indefesa, mas todos nós sabemos. Que sua liberdade é gratuita e insana Você é depressiva, e eu acho ótima. Na verdade isso é apenas a idade da deformação Todos viram a cena que causou, Valsado no baile de formatura? Seu sofrimento é minha imagem de vitória. Você se transformou depois que todos nós se viramos e fomos embora A indecência tomou parte de sua vida Fazendo você como uma serva Estuprando-te e espancando A decadência foi atrás do que sempre quis De uma serva do masoquismo Perfeita por natureza, mas um defeito por ser - humano. Você é um ícone da auto indulgência Exatamente da forma que todos nós gostamos Mais mentiras, e balelas sobre um mundo que nunca foi e nunca será. Você pensa que me engana, mas eu não sou burro. Você pensa que ainda me engana É você nos traiu, e essa traição tem que ser vingada. De alguma forma você pensa que fez todos nós de idiotas Mas não, não querida eu sempre te vi por baixo de sua mascara. Agora que ela caiu todos podem ver o que você foi, ou na verdade é.

Qualquer Lugar Menos Em Casa


Você não quis estar comigo esta noite, não vou lhe obrigar. Há tempo que eu quis estar livre Ir para algum lugar longe, em qualquer lugar menos em casa. Não posso fingir que naquela noite você me pertenceu. Vou embora esta noite, quero que todos saibam. Vou largar tudo o que tenho, inclusive à vida que tive ao seu lado. E não vou olhar para trás, porque se eu olhar vou querer voltar. Ninguém precisa saber o que me aconteceu O inverno parece mais alegre agora que estou longe de ti Com o vento mais cintilante cortando meu rosto Sempre quis ficar num lugar somente o vento e eu (me cortando) Posso dizer que eu fingi Que naquela noite eu não te quis Eu olho o reflexo da água e vejo seu rosto Escuto no vento você me chamar, eu tento me esconder, mas não estou louco, nem pirado? Sei que agora tento me esconder de todos inclusive de ti, Mas tento, tento fazer tudo não dar errado. (agora eu sei que eu sempre te quis) (sei) que vou embora esta noite, quero que todos saibam. Que vou fugir feito um prisioneiro Ninguém vai saber o que fiz Porque eu te quis, mas não podia... Eu sempre te quis, mas era melhor não ter. Por isso eu vou estar em qualquer lugar menos em casa

Cume


No alto daquele cume

Plantei uma roseira

O vento no cume bate

A rosa no cume cheira

Quando vem a chuva fina

Salpicos no cume caem

Formigas no cume entram

Abelhas do cume saem

Quando cai a chuva grossa

A água do cume desce

O barro no cume escorre

O mato no cume cresce

Então quando cessa a chuva

No cume volta alegria

Pois torna a brilhar de novo

O sol que no cume ardia.

Paixão Promiscua e Desesperadora


Hoje percebi o tipo de pessoa que existe dentro de mim, percebi que existe a paixonada e a desesperadora. Desesperadora porque me deixo por desentendido de muitas coisas que me causa insatisfação de minha vida, uma insatisfação tão desgrenhada que me da ansiedade e uma vontade de vomitar. Paro, tento resistir. Mas é mais forte que eu, é mais que eu posso resistir, não quero dar por vencido nem por perdido, mas só quero poder aprender a vencer a força do amor e não de uma paixão boba e banal. Quero poder saber amar uma pessoa que me ama assim como eu a amo. Quero aprender a não ter essa ansiedade que me da quando eu a vejo na minha tela do meu computador, ME ENSINA!!!, quero aprender. Essa satisfação não vai passar enquanto eu não poder te ver, e quando eu lhe ver vou ter mais ansiedade porque eu me conheço, vou ter ataque de minha gastrite. Não que eu esteja sendo dramático, mas é isso que ira me acontecer.
Ainda espero vê-la não importa o dia, mas que esse dia seja um dia bem agradável e que todos nós saibamos cultivar esta data muito bem para não faze-la uma data horrenda.
Apaixonado, esse é meu jeito de sentir uma paixão desesperadora. Mas não sei se estou apaixonado porque eu nem a vi, só a vejo por foto [o tempo todo]. Quero poder saborear uma paixão desesperadora, uma paixão que queima na pele arde seus sentidos fazendo seus sangues pulsarem forte, seu coração pula de loucura, seus olhos brilham, e quando ela te toca, ai quando ela te toca você sente aquele arrepio lá embaixo e na sua espinha tambem, alias no corpo todo é uma sensação muito boa e excitante também. Sua voz fica toda desembaralhada não sabe nem o que vai falar e nem sabe o que pensar pra poder fazer um clima de conversa mais agradável. Mas você tenta fazer algo certo e, você gagueja, fala besteira, fica sem jeito, e pensa “não devia ter dito isso” e volta ao silêncio. E pensa novamente “deveria ter beijado ai não estragaria com o clima”, você começa a se excitar só de pensar no beijo. E então você sussurra em seu ouvido “me beija”, ela como uma boa menina lhe obedece dando um beijo quente com suas línguas sendo tocados uma a outra. Sua mão começa a tocar seu corpo e a minha no seu, me alisando e eu te apertando fazendo-te derreter em meus braços, aquilo vai ficando mais quente e mais promiscuo. Vou gostando de cada passo que vai acelerando, mas nós paramos e se olhamos, ficamos alguns segundos um olhando o outro. E nos abraçamos, mas sente que um ainda esta com fogo e que quer mais, mas isso teria que terminar numa cama e como eles sabem que uma cama a essa altura esta muito distante eles se despedem com um beijo mais ardente e vão seguir o rumo de suas vidas.