14 de jun de 2010

Tempo e Paciência... Não combinam comigo.


12/06/2010

Estou ouvindo o telefone mudo e isso ta me deixando louco. Tento te ligar, mas não da certo. Queria apenas ouvir você falar "me perdoe", mas eu não consigo ser uma pessoa comum. Quero dizer, sempre a um problema relacionado a pessoas que eu começo a gostar. Não quero parecer ser injusto contigo porque neste momento eu estou sendo injusto comigo. Não é por você e sim por mim. Não quero ser arrogante, mas tenta me entender não posso continuar com uma coisa que nem começamos. E outra não terá futuro. Não podemos alimentar uma mentira no meio de uma realidade porque estaremos sendo hipócritas conosco mesmo. Quero que fique bem claro que tudo que conquistamos ate agora foi épico, mas não podemos nos enganar nós temos que ser realistas e aprender que não podemos continuar com isso. Não nos conhecemos ainda, e não iremos conseguir nos conhecer porque nós não fomos feitos um para o outro.
13 e 14/06/2010
É apenas a realidade, nua e crua. É dolorosa mas temos que aceitar mesmo assim, temos que encará-la assim como nos vemos no espelho logo pela manha, com a cara toda amassada e o cabelo todo despenteado.
Não quero ser injusto contigo, mas estou tentando ser eu mesmo. Só apenas quero poder aprender a superar isso, não sei se estou pronto para lhe desculpar não sei se chegou a hora. Quero dizer, de nos conhecermos e nos olharmos cara a cara e aprender a alimentar essa mentira que nós estávamos criando desde sempre.
Não quero lhe deixar confuso, não quero plantar nenhuma semente em você, mas quero apenas caminhar. Caminhar por uma estrada infinita e isolada, só assim poderei compartilhar com essa dor que esta a cada momento crescendo dentro de mim. Não gosto de fazer ninguém infeliz, não é da minha parte fazer isso, mas eu terei que aprender a lição antes de conversar contigo. Terei que conversar comigo mesmo.
Eu sinto como se o meu mundo estivesse infectado por uma ausência estúpida. Eu sei que falei coisas que não tem sentindo, mas me sinto muito bem falando coisas s
em sentido, porque esse é meu jeito de ser. Embora isso fosse um refugio da minha solidão eu não sentiria falta dela.
Pois a cada momento que eu caminho eu estou assim, sozinho. Esperando, ainda não sei o que.
Mas sei que o que eu espero terá um tempo. E sei que esse tempo ainda não chegou.

Paciência não tenho, mas tenho que aprender a conviver com ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário